segunda-feira, 18 de julho de 2011

CRIANÇA( cronica antiga e revisada)







Inocente. Má. Imatura. Madura. Triste. Feliz. Ela é um ser vivo de várias facetas. Minha mãe sempre diz que os canalhas sempre envelhecem, mas, existem crianças canalhas?

Criança não é anjo e nem capetinha, é um ser humano tão complexo como os adultos. Vivemos num bombardeio de sentimentos e pensamentos ao longo do dia. Lógico, que cada idade há uma proporcionalidade de anseios, mas a intensidade de senti-los é vivo para todas as idades.

A grande discussão de pedagogos, psicólogos infantis e psicopedagogos é que a criança como está num processo de crescimento, o cérebro ainda está em desenvolvimento. Entretanto, até que ponto isto interfere no caráter de cada criança?

Uma coisa é características singulares que todo mundo tem, outra é o caráter e este não pode ser negociado. Será que não sabem os princípios fundamentais, como não atentar contra a vida do outro?



Lógico que como a criança por ser menor precisa ser protegida. O princípio da Constituição( a isonomia) deve prevalecer, caso contrário será sobrepujado pelos mais fortes, os adultos.

Contudo, a imagem da criança vitimada e anjinha precisa ser questionada. Porque, querendo ou não, existem crianças más e que dão voltas em muitos marmanjos. São verdadeiros lobos em pele de cordeiro.